Início Traduções automáticas e humanas
Início
Nossa filosofia
Serviços
Experiência
Preços
Referências profissionais
Brasileiro ou europeu?
Traduções automáticas e humanas
Questões freqüentes
Investimentos no mercado brasileiro
Contato
Ligações
 

 

As traduções automáticas (TAs) resultam da tecnologia através da qual algoritmos computacionais transformam texto de um idioma em outro, sem qualquer forma de intervenção humana. Seus proponentes alegam que o seu produto é quase tão bom quanto a produção dos tradutores humanos. Essa alegação não é exata, como se demonstra abaixo.

O uso de TAs para transpor com rapidez para diferentes idiomas o conteúdo para a Web está crescendo a cada dia, em resposta às pressões para se publicar simultaneamente conteúdo em vários idiomas e para se oferecer traduções instantâneas aos visitantes dos sites. Pesquisas da IDC e da Forrester sugerem que a probabilidade de os usuários efetuarem compras em um site é três a quatro vezes maior quando eles podem acessar o conteúdo no seu idioma nativo. É comum, portanto, verificar a existência de sites que oferecem traduções instantâneas gratuitas para todos os principais idiomas comerciais, que podem ser utilizadas para transmitir a intenção geral de um site da Web ou de uma mensagem do correio eletrônico, por exemplo.

De modo geral, as TAs tornaram a Internet mais útil a um número maior de pessoas. A Internet, por sua vez, glorifica os poderes de comunicação das TAs na redução das diferenças culturais. As duas parecem ter estabelecido uma relação simbiótica otimista, já que a Internet criou uma ênfase na transformação rápida de conteúdo.

Contudo, na nossa opinião, as TAs ainda não estão prontas para substituir o trabalho mais complexo desempenhado pelos tradutores humanos. Os esforços dedicados a esta tecnologia datam do final da década de 40, desde quando pouco se progrediu. No caso de palavras simples (que, em inglês, podem ser tanto um verbo e um substantivo, por exemplo), variações sutis de contexto podem ser catastroficamente interpretadas pelos algoritmos que controlam as traduções automáticas, especialmente se não se restringir o contexto a uma área bem delimitada.

Essa tecnologia só pode ser recomendada para auxiliar as pessoas na compreensão da essência de determinados textos simples. A adaptação detalhada de um texto para uma outra realidade cultural, que envolve a decodificação de diversas camadas de sentidos de uma cultura para um código totalmente diferente, é um esforço consideravelmente maior, podendo apenas ser realizada satisfatoriamente por seres humanos com um conhecimento profundo de ambas as culturas e muito bom senso.

Alto da página